20. março 2022 Blog

O que é QoS na telefonia comercial

o que é QoS na telefonia comercial PRINCIPAL

Qual é a maior preocupação para as empresas que estão pensando em começar a usar Voice over Internet Protocol (VoIP) em vez de telefones analógicos tradicionais? A qualidade das chamadas feitas pela internet. Os telefones fixos já foram o método de comunicação mais confiável, mas não são mais.

Quase a única coisa com que as empresas precisavam se preocupar ao usar telefones fixos eram problemas técnicos que causavam o mau funcionamento dos seus sistemas telefônicos.

VoIP, por sua vez, depende de uma conexão com a internet. Dependendo do estado da rede, é possível, portanto, experimentar chamadas claras e tranquilas ou vários problemas desagradáveis, como frases confusas e buffer constante. Este último não é algo com o qual você deseja lidar durante chamadas comerciais importantes. Felizmente, há uma maneira de melhorar significativamente a estabilidade e a clareza das suas chamadas VoIP para que possam ser feitas mesmo durante o tráfego intenso da rede. Entre na Qualidade do Serviço (QoS).

O que é e como funciona? Continue lendo para descobrir.

O que é a Qualidade de Serviço?

QoS refere-se a qualquer tecnologia que gerencie, ordena e priorize tipos de pacotes de dados para garantir que aqueles com maior importância sejam transmitidos antes de todos os outros, a fim de ajudar a reduzir o packet loss, jitter e latência. Por que é importante?

Por que preciso da QoS?

Durante um dia de trabalho normal, vários funcionários usam a mesma conexão com a internet para diferentes tarefas relacionadas ao trabalho e motivos pessoais. Você provavelmente também tem dezenas de dispositivos conectados à internet ao mesmo tempo. Se todos começarem a usar a internet simultaneamente ou houver alguém na conexão usando muita largura de banda (digamos, atualizando bancos de dados), a rede pode ficar bastante lotada.

O que pode acontecer se você tentar iniciar uma chamada normal ou de vídeo durante esse período? Você pode ter que lidar com o buffer de vídeo a cada poucos segundos, ouvir frases confusas ou até mesmo nem ouvir um som. E isso supondo que você consiga se conectar ao destinatário.

Um processo típico de QoS

Para gerenciar sem problemas o tráfego de rede de entrada e descobrir rapidamente o que está em cada pacote de dados, os sistemas QoS possuem várias ferramentas integradas com funções específicas:

  • A classificação e marcação examina o tipo de dados dentro de cada pacote, classifica-os e marca-os de acordo com sua prioridade.
  • Shaping localiza e prioriza pacotes de dados em tempo real, como conferência de voz e vídeo, em relação a outros tipos de dados.
  • Queueing identifica as marcações de cada pacote de dados, coloca-os em diferentes tipos de filas e reserva largura de banda para eles. Aqueles que não são de alta prioridade são colocados em um buffer para serem enviados posteriormente.

O que causa problemas na qualidade da chamada?

Todos os problemas com chamadas VoIP estão relacionados a uma coisa: como os roteadores lidam com os pacotes de dados na rede. Durante as chamadas, o VoIP converte o som em pacotes de dados e os envia pela internet para o destinatário. Assim que chegam, esses pacotes são descompactados e convertidos novamente em som para que o destinatário possa ouvir a voz de quem está falando. E é exatamente aqui que está o problema.

Por padrão, os roteadores aceitam e repassam pacotes usando o método “First in, First Out”. Isso significa que o primeiro pacote a chegar a um roteador é o primeiro a ser transmitido ou descompactado. Mas com a videoconferência ou as chamadas VoIP, esse método às vezes não funciona.

Todos os tipos de dados têm prioridade igual com o FIFO, então eles serão encaminhados na ordem em que o roteador os receber. Isso ocorre independentemente de os dados serem mensagens de e-mail ou áudio. Mas, embora você provavelmente nem perceba se recebeu um e-mail com um ou dois minutos de atraso, cada milissegundo conta para as videoconferências ou as chamadas VoIP. Se a rede estiver sobrecarregada e seus pacotes de voz chegarem mais tarde do que deveriam ou forem descartados ao longo do caminho pelo roteador, isso pode tornar a continuação de uma conversa totalmente impossível.

Como a QoS funciona?

É aqui que entra a Qualidade de Serviço. O que ela faz é basicamente uma forma de gerenciamento de tráfego de vários pacotes de dados que trafegam em uma rede. Primeiro, o QoS marca os pacotes com base em seu tipo ou rota de destino e, em seguida, cria filas separadas para eles com base na sua importância. Então, quando os pacotes de dados passam pelo roteador, ele pode entender o que está dentro de cada um, colocá-los em filas e depois enviá-los em ordem de prioridade.

Digamos que você configure o sistema para priorizar todos os pacotes relacionados a chamadas de áudio ou vídeo. Quando você inicia uma chamada de vídeo, o sistema QoS coloca todos os pacotes contendo dados de áudio ou vídeo na frente da fila para minimizar possíveis problemas causados pelo tráfego intenso da rede. Isso, por sua vez, ajuda a garantir que as conversas possam fluir sem interrupções.

Benefícios da QoS

Se você achar que você e seus funcionários estão constantemente enfrentando delays ou soluços com sua conexão com a internet que tornam vários aplicativos inutilizáveis, a implementação da QoS para priorizar dados será de grande ajuda. Seus aplicativos mais críticos ainda podem ter os recursos e a velocidade necessários durante períodos de tráfego intenso, enquanto os aplicativos menos importantes serão colocados em uma fila para aguardar o acesso à rede posteriormente.

A QoS também pode economizar seu dinheiro, permitindo que você use sua tecnologia existente com mais eficiência. Ajuda a resolver vários problemas que muitas vezes assolam as empresas, como:

  • Latência alta – quanto menor o tempo que um pacote leva para viajar da origem ao endereço pretendido, melhor. Qualquer coisa abaixo de 150 ms é aceitável, mas uma latência de até 300 ms ou maior pode tornar o VoIP inutilizável. Ao usar o Priority Queuing, a QoS pode minimizar a latência de aplicativos ou packets essenciais e garantir que eles sejam enviados em intervalos regulares.
  • Jitter alto – outro sinal de tráfego de rede pesado que ocorre quando os packets são descompactados na ordem errada. Como resultado, você pode ouvir falhas na conversa ou apenas frases ininteligíveis. Se os níveis de jitter estiverem acima de 30 ms, isso pode degradar severamente a qualidade das chamadas e fazer com que um serviço VoIP fique instável.
  • Packet loss alto – é quando um roteador não aceita mais packets porque a rede está sobrecarregada. Com a QoS em vigor, todos os packets de dados recebidos são categorizados e enviados imediatamente ou colocados em um buffer para serem enviados mais tarde, em vez de serem descartados.
  • Tráfego suspeito obstruindo a linha – graças aos recursos de identificação e classificação, a QoS também pode proteger as redes das empresas contra worms, vírus e ataques DDoS, detectando qualquer tráfego suspeito e bloqueando-o para minimizar o efeito na rede.

E como um benefício adicional, a QoS oferece mais controle sobre como sua rede opera. Você pode configurar rapidamente os tipos de dados e aplicativos que têm acesso prioritário à internet e ficar de olho na largura de banda usada na sua empresa, sem precisar saber muito sobre tecnologia.

No entanto, a QoS em todos os provedores de VoIP é igual?

Se você observar o número de empresas que oferecem sistemas VoIP, poderá se perguntar se todos os provedores oferecem níveis de QoS iguais ou semelhantes. A resposta curta é não.

Embora, em teoria, todos os provedores de VoIP ofereçam coisas semelhantes, eles têm níveis muito diferentes de qualidade de chamada e confiabilidade da plataforma. Portanto, recomendamos verificar e comparar as métricas médias de QoS para cada provedor antes de escolher uma plataforma VoIP.

Examinamos regularmente nossa plataforma VoIP quanto às métricas de Qualidade de Serviço para garantir que possamos fornecer a melhor qualidade de chamada possível. Com base nos testes mais recentes, realizados em dezembro de 2020 durante 35 dias, nossa latência média foi de 23 ms e o jitter médio foi de 17,8 ms. Também monitoramos as métricas de qualidade das chamadas em tempo real e, se caírem abaixo de um determinado nível, a rota de telefonia será alterada automaticamente para outro servidor sem afetar a conversa.

Conclusão

Se você deseja realizar chamadas regularmente através do VoIP ou depender de videoconferências, é necessário usar a Qualidade de Serviço. Ela pode evitar que os problemas de qualidade de chamada mais frustrantes ocorram enquanto você faz chamadas de negócios importantes e ajuda sua empresa a gerenciar sua rede muito melhor. Leva apenas alguns minutos para configurar o CloudTalk QoS na sua empresa. Você pode ficar tranquilo sabendo que seus aplicativos mais importantes terão acesso prioritário à largura de banda sempre que precisarem, mesmo durante os horários de pico.

CloudTalk